Será Que Vou Conseguir Educar Meu Filho?

Por Luzia Winandy

“Tenho muito medo de não conseguir ensinar para meu filho o básico para ele ter um bom caráter, ser estudioso, ter uma formação na vida, escolha de uma profissão, não andar em más companhias, não fazer uso de drogas e que também possa nos amar”.

Estas são questões muito freqüentes de pais que estão aflitos para a construção do desenvolvimento de seu pequenino. Pensamos que certos anseios nos ajudam até a orientar aonde queremos chegar na educação do filho. Se os pais tem um pouco desse medo e insegurança, dizemos que faz parte. Claro que nos assusta colocarmos um pequenino no mundo e sermos nós os responsáveis por ele, por grande parte de sua vida. E pensar que ele depende inicialmente exclusivamente de nós para se tornarem um ser feliz e saudável. É muito importante, sim, sentir essa responsabilidade nas costas; se o colocou no mundo nada melhor do que tentar proporcionar a ele uma vida feliz.

Lembrando que ser feliz não implica em inundar nosso filho de riqueza material. Mas uma riqueza afetiva, passando valores e compromissos da vida com a nossa vivência. De nada adianta fazer todo um discurso para o filho, se a atitude for contrária a tudo o que é dito. O filho aprende principalmente vendo as atitudes dos pais e adultos. Se formos pais demonstrando ter caráter nas atitudes, ajudando o filho a conduzir uma vida escolar com disciplina, respeitar o outro, todo o resto será uma conseqüência. Os filhos vão adquirindo confiança nos pais e entendendo que essa referência que eles têm de família é muito importante para estar formando as opiniões dele sobre o mundo.

Muitos pais às vezes dizem para seu filho que a lei é para ser obedecida, mas em outro momento ultrapassa um farol vermelho; Ou que devemos respeitar as pessoas e ao mesmo tempo temos atitudes contrárias, de desrespeito com o outro. Isto confunde uma criança. Precisamos ser coerentes nas atitudes e discurso, porque senão a confusão que se forma é de difícil reparação.

Quando nos tornamos pais, é muito importante fazer uma revisão de alguns conceitos e atitudes que temos. Porque nossas pequenas atitudes tem muitas vezes repercussão muito grande na educação da criança. Por exemplo, levar um filho todos os dias atrasado para a escola.

Estamos com esse simples gesto passando atitudes de falta de disciplina, falta de compromisso e falta de respeito aos horários. Os pais tem obrigação de levar seu filho no horário para os compromissos. Claro que não estamos falando de um atraso aleatório. Certas tolerâncias também fazem parte da educação.

Luzia Winandy

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags