O “Dizer” e o “Fazer”

Por Luzia Winandy

Escutar o que o filho tem a dizer não implica que irá prevalecer o que ele diz. Mas sim colocar em discussão propostas diferentes, pensamentos diferentes. Deixar que o filho fale sobre o que pensa não quer dizer que o pai está deixando-o fazer o que quiser. Falar é diferente de fazer. O filho pode vir e dizer para seus pais que ele é um quadrado e que a “maconha” por exemplo, é um negocio bom, e que não faz mal nenhum.

Está posta ai uma discussão onde se vai permitir discernir sobre os benefícios e malefícios do uso da maconha. Colocar em discussão não quer dizer aceitar que seu filho use maconha. É poder falar sobre isso, ajudar o filho a pensar sobre isto e deixar claro para ele que eles são, por exemplo, totalmente contra o uso da maconha e que ele não terá escolha sobre usar ou não, mas que nada impede de falarem sobre isso. Dar abertura para que a palavra ocupe o lugar do ato. Isto faz uma grande diferença.

Luzia Winandy

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags

SAIBA MAIS:    ANSIEDADE   •   MEDO/FOBIA   •   TRISTEZA/DEPRESSÃO   •   TIMIDEZ/FOBIA SOCIAL   •   PÂNICO   •   HIPERIDROSE  •   HIPOCONDRIA   •   TOC