Auto-estima é fundamental para um bom relacionamento

Por Luzia Winandy

Preservar a auto-estima implica em gostar de si próprio, ter confiança em si mesmo, acreditar em sua capacidade. É a chave para se ter uma vida feliz e com sucesso nos relacionamentos de qualquer natureza. A genuína auto-estima torna a pessoa menos vulnerável a julgamentos externos. Sem auto-estima, tornamo-nos inseguros e vulneráveis a diversos distúrbios de personalidade.

Antigamente pensava-se que o grau de auto-estima de uma pessoa era determinado na infância e se mantinha inalterado no decorrer da vida. Porém hoje existem estudos que apontam a possibilidade de se desenvolvê-la em qualquer idade.Uma das bases da baixa auto-estima se encontra nas crenças que formamos, ao longo de nossa história, que muitas vezes nos conduzem para um lado negativo da vida, sentindo as situações de maneiras distorcidas. Tais distorções são decorrentes de nossos pensamentos e atitudes. Em geral, se uma pessoa tem uma visão distorcida e negativa de si, terá auto-estima baixa. Existem teorias que apontam que as emoções e comportamentos das pessoas são influenciados a partir de como elas interpretam as situações da vida, que são construções que a pessoa fez através de suas experiências na sua história de vida. Muitas vezes suas construções estão permeadas por um excesso de preocupação em relação ao julgamento dos outros. Este medo do julgamento alheio pode minar a auto-estima de uma pessoa.

  • Alguns sintomas de baixa auto-estima e falta de autoconfiança:

  • Necessidade excessiva em agradar as pessoas

  • Dificuldades em dizer não

  • Necessidade de chamar a atenção

  • Dificuldades em aceitar elogios

  • Culpar os outros pelos próprios erros

  • Não aceitar criticas

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags