Controle os ciúmes (entrevista)


Entrevista podcast para o portal RH Connect.

É normal ter ciúmes? Porque as pessoas sentem ciúmes?

Ciúmes é um sentimento natural, existe desde o inicio da humanidade e é comum a todos os seres humanos. Sentir ciúmes faz parte de nossa vida, todos nós alguma vez já o sentimos. É um sentimento desagradável que emerge quando o individuo sente não ser o único objeto de amor da pessoa amada . Podemos dizer que para ocorrer os ciúmes, precisa sentir uma terceira pessoa que esteja ou imagina que esteja ameaçando o seu relacionamento amoroso. Fica com medo de ser excluída e abandonada; está relacionado com o medo de perder a pessoa amada. Sente como se seu amor estivesse sendo “roubado” por um rival. Você pode sentir ciúmes de um irmão, do pai, da mãe, da esposa, de um amigo, do professor, etc. No entanto, é importante ter consciência dele e dosar esse sentimento. É a dosagem do comportamento e da reação ao sentimento ciumento que vai diferenciar.

O que pode contribuir para o parceiro sentir ciúmes?

São vários os fatores que podem contribuir para o parceiro sentir ciúmes. Algumas vezes o ciúme pode ser decorrente de uma causa real, seja pela infidelidade ou atitudes provocadoras do parceiro, dando motivos que levam à insegurança e esta situação não ficou bem resolvida no casal. Outras vezes, as pessoas sentem ciúmes porque se sentem descuidadas pelo parceiro e vêem que a outra pessoa recebe atenção e cuidado que tanto queriam para si. Muitas vezes sentimos ciúmes por insegurança e baixa auto-estima. O ciúme está relacionado com a falta de confiança (no outro ou em si próprio) quando não estamos nos sentindo capazes de sermos amados pelo outro. Por não acreditar em si mesmo e se sentir sempre inferior. No entanto, muitas inseguranças podem ser em consequências da situação que vivemos na contemporaneidade. Algumas pesquisas tem mostrado que alguns fatores vem intensificando a insegurança no casal com conseqüente excesso de ciúmes, como por exemplo : – não mais existir uma garantia da eternidade de uma relação amorosa, como era no passado, – as facilidades nas relações virtuais , – e também a maior exposição da mulher no mercado de trabalho; com tudo isto o relacionamento amoroso tornou-se assim muito vulnerável, com sentimentos de que o vínculo pode se romper a qualquer momento e perder seu parceiro. Isto conduziu a uma vida de mais desconfiança do outro, numa tentativa de controlar o companheiro(a). Dessa forma, a convivencia amorosa, muitas vezes, pode ser pautada numa desconfiança contínua, num controle acirrado da vida do outro, perdendo-se com isto a individualidade do casal , o que acaba por prejudicar o relacionamento.

Quais consequências pode acarretar?

O ciúme tem várias formas de manifestação, o mais comum e saudável, é quando a pessoa fica se sentindo ameaçada ou mesmo se sentindo excluída, mas o respeito e a individualidade não ficam prejudicados. A reação a ele não vem de modo irracional e as discussões são embasadas em fatos reais ou em fantasias próximas da realidade. A hostilidade fica mais contida, consequentemente os atos ficam mais abrandados. Ele tem um caráter mais de compreensão e adaptação; costuma ser mais passageiro e mantém um desejo de preservar o relacionamento. Mas ele pode também aparecer de modo disfarçado e nesse caso, o ciúme se mostra encoberto por uma série de aparentes “ações inocentes”, como por exemplo: – – Tratar a namorada com desdém, desmerecendo o que ela diz, É uma forma de diminuir a auto estima dela e fica sendo o namorado que sobressai na relação como sendo o melhor, o mais valorizado,com isto não aparece o ciúme de um modo direto, tornando a namorada como pouco apreciada pelos outros. - Pode vir também em forma de provocação, por exemplo: provocar ciumes na menina e com isto é a namorada que fica sendo a ciumenta. Assim ele se livra de seus próprios sentimentos ciumentos. - Pode aparecer como controle e posse da namorada, não permitindo a convivência dela com outras pessoas; não correndo assim o risco de perdê-la para outra pessoa. Nestas situações o que mostra é um namorado ciumento que por não conseguir entrar em contato com seus sentimentos de ciumes, usa de mecanismos defensivos. Se estes ciúmes não forem trabalhados no casal, prejudica muito o relacionamento.

Ciúme pode ser considerado uma doença?

O ciúme patológico pode ser considerado um transtorno afetivo, em que o individuo se sente constantemente ameaçado. Ocorre a partir de idéias infundadas e exageradas de ciúmes e que são por ele interpretadas como ameaças sérias ao relacionamento. A pessoa fica ruminando sobre os relacionamentos anteriores do outro e muitas vezes fica buscando por indícios que possam comprovar sua infidelidade. Sua mente fica dominada pela desconfiança e insegurança. Sua atitude em geral é de explosão, de raiva, de violência e humilhação para com a parceira. Podendo até mesmo ameaçar a integridade física dela.

Quem é mais ciumento: o homem ou a mulher?

Alguns estudos mostram que homens e mulheres são igualmente ciumentos; ambos podem ficar angustiados pelo ciúme, porém o elemento desencadeante difere entre homens e mulheres. Sendo que nas mulheres, os ciúmes são mais intensos com a infidelidade do parceiro (se houver um envolvimento emocional) ao passo que para os homens ficam mais enciumados pela infidelidade sexual da parceira.

A partir de que momento é necessário procurar ajuda profissional? Existe algum tratamento? Se sim, como é feito.

Seja qual for a fonte dos ciúmes, é importante o casal estabelecer um diálogo, falar abertamente de seus sentimentos, refletindo e buscando um melhor entendimento sobre essas fantasias de ciúmes que estão permeando o relacionamento. Muitas vezes o fato de falar de suas fantasias, medos e preocupações ajudam a amenizar esse sentimento, numa tentativa de buscar uma relação com mais confiança. Porém deve-se tomar cuidado para não entrar numa rotina de repetição de seus temores ciumentos, ficando o foco da relação marcada por questões ciumentas. Mas Nos casos extremos onde o diálogo não está resolvendo e está comprometendo o bom relacionamento do casal é importante buscar ajuda psicológica para entender as razões de tanto ciúmes e tratar das dificuldades inerentes.

No tratamento de psicoterapia o trabalho todo evolui no sentido de possibilitar à pessoa aumentar sua compreensão sobre seus sentimentos, emoções e ao mesmo tempo encontrar o núcleo dos conflitos que está por detrás de seus ciúmes. Poderá desenvolver uma maior segurança em si, elevando sua auto estima e auto confiança. Ele pode reencontrar um ponto de equilíbrio e lidar de modo mais assertivo com seus sentimentos. Num tratamento, vai permitir desenvolver comportamentos mais adequados para suas reações com menos hostilidade.

Que dicas você daria para os ciumentos?

Não é nenhum mal sentir ciúmes, não se preocupe se você está sentindo ciúmes da pessoa amada, desde que use o pensar para poder compreender e diferenciar as fantasias de traição dos fatos reais. Normalmente o ciúme excessivo está mais fundado em fantasias do que na realidade.

Luzia Winandy. Direitos Reservados.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags